quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Como entender o que acontece na cabeça dos outros? Talvez impossível, mas extremamente necessário em certos momentos. Para auxiliar, para entender verdadeiramente alguém ou saber os verdadeiros motivos de certos atos que na superfície parecem surpreendentes. Dizem que nada é realmente inesperado, se assim nos parece é porque, simplesmente, não observamos corretamente os sinais. E, então, fomos enganados por alguém ou por nós mesmos? Nos deixamos esconder sob uma máscara de felicidade, onde nada parece ruim ou por onde não transparece o verdadeiro sentimento.
Mas a verdade é que lá no fundo está tudo uma bagunça e nada parece certo. As suas confusões e confissões passam a fazer parte do outro, ou pelo menos dos dois enquanto casal. Ai, de duas uma, ou ele resiste e te ajuda a melhorar, aprender, crescer. Ou ele desiste de você e de vocês. Mas, no final, se ele não aguenta o que você carrega por baixo da máscara, será que ele merece ter acesso ao seu verdadeiro eu? Saber das suas agonias, dores, paixões e belezas. Ele merece conhecer a parte mais linda e complexa de você?

2 comentários:

M. Lourenço disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patrícia Velloso. disse...

Eu acho que eu conheço essa menina!